Atenuação dos cabos coaxiais para banda C e Ku

Cadastre-se e receba as novas postagens por E-mail:

2000 usuários cadastrados

Sempre que formos realizar a compra de qualquer material para instalação de antenas, devemos levar em consideração alguns detalhes básicos. Para os cabos coaxiais não é diferente, existem fatores que influenciam antes da compra, um desses é a atenuação máxima, que é o tema dessa postagem.

Porém, ao citarmos cabos coaxiais para banda C e Ku, devemos utilizar cabos coaxiais aprovados pela Resolução nº 470, de 4 de julho de 2007 que aprova a Norma para Certificação e Homologação de Cabos coaxiais flexíveis de 50 ohms ou 75 ohms e pela Resolução nº 467, de 8 de junho de 2007, que aprova a Norma para Certificação e Homologação de Cabos Coaxiais Flexíveis de 75 Ohms com trança de Fios de Alumínio.

Atenuação dos cabos coaxiais para banda C e Ku

Tabela atenuação da resolução 467
Tabela atenuação da resolução 467.
Atenuação é a perda gradual de intensidade de qualquer tipo de fluxo através de um meio. Por exemplo, a luz solar é atenuada por óculos de sol, e raios-X são atenuados por chumbo.

Nos cabos coaxiais a atenuação ocorre de acordo com os elementos utilizados. Assim, um condutor central com materiais como: Cobre, Alumínio, Estanho, Prata, Aço Cobreado 21%, Aço Cobreado 30%, Aço Cobreado 40%, terá atenuações diferentes.
Outro fator que influência na atenuação dos cabos coaxiais, é sua frequência, onde esta possui valores distintos.
Na resolução nº467 de 8 de julho de 2007, é encontrado uma tabela de atenuação máxima, onde os cabos coaxiais não devem ultrapassar estes resultados.

Tabela 10 – Atenuação máxima (dB/100 m a 20ºC)
Frequência
(MHz)
Série 59
Série 6
Série 7
Série 11
Série 15
5
2,82
1,90
1,54
1,25
0,69
55
6,73
5,25
4,10
3,15
1,97
211
12,47
10,00
7,74
6,23
3,81
270
13,85
11,04
8,78
7,00
4,30
300
14,60
11,64
9,25
7,38
4,56
330
15,29
12,26
9,72
7,71
4,76
400
16,73
13,61
10,73
8,53
5,28
450
17,72
14,43
11,35
9,02
5,61
550
19,52
16,08
12,63
9,97
6,23
750
22,87
18,57
14,99
11,97
7,32
870
24,85
20,04
16,28
13,31
7,91
1000
26,64
21,49
17,45
14,27
8,50

Como podemos analisar na tabela, quanto maior a frequência, maior será a atenuação, e quanto maior o tamanho dos cabos, o mesmo acontece.
Dessa maneira, devemos buscar cabos coaxiais que se adequem as duas resoluções citadas no início da postagem, pois estas são indicadas para Banda C e Ku. Após encontrarmos estes cabos, devemos analisar a atenuação de acordo com a frequência que iremos utilizar, mas como todas as tabelas tendem a chegar até a frequência de 1000 Mhz, basta analisar o valor da frequência de entrada em seu LNB e subtrair com o valor do Oscilador local.

Cálculo L.O
Cálculo L.O.

Na situação da imagem acima, os valores são:

  • Entrada – 10,70 e 12,75 (GHz)
  • Oscilador local – 9,75 e 10,60 (GHz)

Quando subtrairmos este valores, serão encontrados os seguintes resultados:

  • 10,70 – 9,75 = 0,95 (GHz)
  • 12,75 – 10,60 = 2,15 (GHz)

Convertendo para MHz, apenas os 0,95(GHz) se faz encontrar na tabela. Gerando o valor de 950 Mhz (para converter Ghz para Mhz, basta adicionar 3 zeros).
Com este valor em mãos, buscamos na tabela fornecida pelo fabricante, o valor de 1000 Mhz, pois é o que mais se aproxima. Nessa, basta buscarmos a menor atenuação.
Sabemos que não é de extrema necessidade a realização de todo estes cálculos, pois os cabos com atenuação menor, sempre manterão esta. Mas de acordo com a frequência, existe uma diferença entre a porcentagem de atenuação.
Veja a tabela abaixo, a porcentagem que os cabos da série 6  possuem em comparação com a atenuação da série 59. Quanto menor o valor da porcentagem, maior a diferença de atenuação.

Frequência (MHZ)
Serie 59
%
Série 6
5
2,82
67,37
1,90
55
6,73
78
5,25
211
12,47
80,19
10,00
270
13,85
79,71
11,04
300
14,6
79,72
11,64
330
15,29
80,18
12,26
400
16,73
79,55
13,31
450
17,72
81,43
14,43
550
19,52
82,37
16,08
750
22,87
81,19
18,57
870
24,85
80,64
20,04
1000
26,64
80,66
21,49

O cálculo foi realizado da seguinte maneira: (100 / Atenuação maior) * (Atenuação menor).

  • 100 / 2,82 * 1,9 = 67,37%

Dessa forma, dependendo do cabo a ser escolhido e a frequência a ser utilizada, a diferença entre a atenuação poderá ser menor ou maior. O que pode nos levar a comprar outra série de cabo, como também os preços destes serem mais baixos.
Assim, entramos naquela questão de analise, existem casos e casos. Pois a atenuação de uma cabo da série 59, sempre se manterá maior que os da série 6. Mas se eu for trabalhar a 5 MHz com uma igualdade de atenuação de 67,37%, a diferença pode interferir no que desejo realizar. Já se eu for trabalhar a 1000 Mhz com um atenuação de igualdade de 80,66%, pode ser que um cabo da série 59, tenha melhor proveito, pois o preço é menor e não terei problemas no que desejo realizar.
Outra ponto importante a abordar, é que todas as grandes empresas que produzem cabos coaxiais para bada C e KU, estão utilizando cabos da série 59 e 6 para este fim. Mas nada impede a utilização de outras séries, visto que algumas possuem atenuações menores.
Lembro que todos os dados fornecidos, são resultados de atenuação a 100 metros com temperatura de 20º.

Conclusão

Podemos concluir que existe grande importância durante a compra dos cabos coaxiais, a verificação da atenuação do mesmo. Quanto menor a atenuação, melhor será sua utilização para banda C e Ku.

Deixe uma resposta