Cabos coaxiais flexíveis de 75 Ohms com trança de fios de alumínio

Cadastre-se e receba as novas postagens por E-mail:

2000 usuários cadastrados

Podemos definir cabo coaxial, como um tipo de cabo condutor usado para transmitir sinais. Muito usado em todos os lares brasileiros, principalmente em TVs.

Para nos aprofundarmos em cabos coaxiais, existem algumas resoluções que aprovam as normas para certificação e homologação dos mesmos. Sendo assim, nesta postagem iremos discutir um pouco sobre cabos coaxiais flexíveis de 75 Ohms com trança de fios de alumínio.

Cabos coaxiais flexíveis de 75 Ohms com trança de fios de alumínio

Cabos Coaxiais Flexíveis de 75 Ohms com trança de Fios de Alumínio
Cabos Coaxiais Flexíveis de 75 Ohms com trança de Fios de Alumínio.
Assim, esta norma estabelece os requisitos mínimos a serem demonstrados na avaliação da conformidade de cabos coaxiais flexíveis de 75 ohms com trança de fios de alumínio, para efeito de certificação e homologação junto à Agência Nacional de Telecomunicações.
Em 8 de junho de 2007, foi aprovado a resolução nº467 pelo conselho diretor da agência nacional de telecomunicações. Essa resolução aprova a Norma para Certificação e Homologação de Cabos Coaxiais Flexíveis de 75 Ohms com trança de Fios de Alumínio.
Esta norma aplica-se aos cabos de coaxiais flexíveis de 75 ohms com trança de fios de alumínio, com aplicação em redes externas e internas para transmissão de sinais de banda larga e outros sinais de telecomunicações.
Cabos Coaxiais Flexíveis de 75 Ohms com trança de Fios de Alumínio
Cabos Coaxiais Flexíveis de 75 Ohms com trança de Fios de Alumínio.
A constituição básica dos cabos de coaxiais flexíveis de 75 ohms com trança de fios de alumínio são:

I – O dielétrico deve ser constituído de material polimérico expandido aplicado concentricamente e aderido ao condutor central por um pré-revestimento de material adesivo.
II – A fita laminada de blindagem aplicada sobre o dielétrico deve ser constituída por duas folhas de alumínio laminado aderidas às faces de uma fita polimérica.
III – A fita laminada de blindagem aplicada diretamente sobre o dielétrico deve possuir material adesivo em sua face interna.
IV – A fita laminada de blindagem aplicada sobre a trança deve ser constituída por uma ou duas folhas de alumínio laminado aderidas às faces de uma fita polimérica.
V – A fita laminada de blindagem aplicada sobre a trança não deve ser aderida à mesma.
VI – O condutor central dos cabos Série 59, 6, 7 e 11 deve ser constituído de um fio sólido de liga de aço recoberto com uma camada contínua de cobre, metalurgicamente aderida, cobrindo totalmente o núcleo de aço.
VII – O condutor central do cabo Série 15 deve ser constituído de um fio sólido de alumínio recoberto com uma camada contínua de cobre, metalurgicamente aderida, cobrindo totalmente o núcleo de alumínio.
VIII – A capa externa deve ser constituída de uma camada de material termoplástico, contendo aditivos adequados, que atenda aos requisitos desta Norma e garanta o bom desempenho do cabo durante sua vida útil.
IX – A capa externa deve ser contínua, homogênea e isenta de imperfeições.

Os tipos de cabos são:
  • 59 
  • 11 
  • 15

Adicionalmente, deverá ser impressa de forma legível na capa externa do cabo, ao longo de seu comprimento, a identificação alfanumérica da homologação do produto, da seguinte forma:
ANATEL HHHH-AA-FFFF
Onde : HHHH – identifica a homologação do produto por meio de numeração sequencial com 4 caracteres.
AA – identifica o ano de emissão da Homologação com 2 caracteres numéricos.
FFFF – identifica o fabricante do produto com 4 caracteres numéricos.
Mais detalhes você encontra na resolução:

Conclusão

Podemos concluir que este tipo de cabo tem boa aplicação em redes externas e internas para transmissão de sinais de banda larga e outros sinais de telecomunicações. São facilmente encontrados, muito usados nos lares brasileiros, principalmente por ter um preço baixo.

Deixe uma resposta