Definições para cabos coaxiais

Em nossas últimas postagens sobre cabos coaxiais, foram apresentadas algumas resoluções que aprovam as norma para certificação e homologação destes.
Definições cabos coaxiais
Definições cabos coaxiais.

Cabos coaxiais flexíveis de 75 Ohms com trança de fios de alumínio

Em 8 de junho de 2007, foi aprovado a resolução nº467 pelo conselho diretor da agência nacional de telecomunicações. Essa resolução aprova a Norma para Certificação e Homologação de Cabos Coaxiais Flexíveis de 75 Ohms com trança de Fios de Alumínio.
Para fins desta norma, são adotadas as seguintes definições:
1 – Fio elementar: fio sólido que compõe o feixe;
2 – Feixe ou espula: conjunto de fios elementares;
3 – Malha ou trança: blindagem constituída de feixes entrelaçados.
4 – Primeira fita: é fita laminada de blindagem aderida ao dielétrico.
5 – Primeira trança: é a trança de fios de alumínio sobreposta à primeira fita.
6 – Segunda fita: é a fita laminada de blindagem sobreposta à primeira trança.
7 – Segunda trança: é a trança de fios de alumínio sobreposta à segunda fita.
8 – Condutor externo (blindagem): conjunto formado pela combinação de fita laminada de blindagem e trança de fios de alumínio.
9 – Núcleo do cabo: conjunto formado pelo condutor central, dielétrico e a primeira fita de alumínio laminado.
10 – Composto vedante (opcional): material não higroscópico aplicado entre o condutor externo e a capa externa.
11 – Capa externa: camada de material polimérico aplicada sobre o condutor externo atuando como revestimento externo.
12 – Lance: comprimento contínuo sem emendas.
13 – Série: denominação genérica atribuída aos modelos de cabos coaxiais contemplados nesta norma, a diferenciação entre os modelos é dada por uma numeração específica.
14 – Família de cabos: serão considerados como componentes de uma mesma família os cabos que apresentarem uma mesma característica dimensional em relação ao condutor central e ao núcleo do cabo.

Cabos Coaxiais rígidos de 75 ohms

Em 8 de junho de 2007, foi aprovado a resolução nº468 pelo conselho diretor da agência nacional de telecomunicações. Essa resolução aprova a norma para certificação e homologação de cabos coaxiais rígidos de 75 ohms.

Para fins desta norma, são adotadas as seguintes definições:
1 – Condutor externo (blindagem): consiste de um tubo de alumínio contínuo extrudado ou soldado. Materiais alternativos para o condutor externo poderão ser utilizados desde que aperfeiçoem a eficiência do cabo
2 – Composto vedante (opcional): material de consistência gelatinosa, não higroscópico, que pode ser aplicado no cabo coaxial rígido com o objetivo de protegê-lo contra a corrosão e de bloquear a penetração de umidade;
3 – Dielétrico: camada de material polimérico aplicada sobre o condutor central;
4 – Jaqueta: camada de material polimérico aplicada sobre o condutor externo atuando como revestimento externo nos cabos sem armação;
5 – Armação (opcional): proteção mecânica constituída de material metálico, aplicada sobre a jaqueta;
6 – Capa externa: camada de material polimérico aplicada sobre a armação atuando como revestimento externo;
7 – Lance: comprimento contínuo sem emendas;
8 – Núcleo do cabo: conjunto formado pelo condutor central e dielétrico;
9 – Família de cabos: conjunto de cabos com as mesmas características construtivas em relação ao condutor externo (soldado ou extrudado).

Cabos coaxiais flexíveis de 50 ohms ou 75 ohms

Em 4 de julho de 2007, foi aprovado a resolução nº470 pelo conselho diretor da agência nacional de telecomunicações. Essa resolução aprova a Norma para Certificação e Homologação de cabos coaxiais flexíveis de 50 ohms ou 75 ohms.

Para fins desta norma são adotadas as seguintes definições:
1 – Cabos coaxiais: são constituídos de dois condutores separados por material polimérico, tendo um eixo comum.
2 – Condutor central: é constituído por um fio sólido, multifilar ou um tubo liso.
3 – Dielétrico: camada de material polimérico aplicada sobre o condutor central.
4 – Núcleo do cabo: conjunto formado pelo condutor central e o dielétrico.
5 – Fita laminada de blindagem: fita polimérica com folha(s) de material(is) metálico(s) laminado aderida(s) a pelo menos uma de suas faces.
6 – Trança ou malha: blindagem constituída de feixes entrelaçados.
7 – Primeira fita: fita laminada de blindagem sobreposta ao dielétrico. Esta fita pode ser aderida ou não ao dielétrico.
8 – Primeira trança: trança sobreposta à primeira fita, quando houver, ou ao dielétrico.
9 – Segunda fita: fita laminada de blindagem sobreposta à primeira trança.
10 – Segunda trança: trança sobreposta à segunda fita, quando houver, ou sobre à primeira trança.
Figura 1 – Representação dos elementos da trança

Cabos coaxiais flexíveis de 50 ohms ou 75 ohms
Cabos coaxiais flexíveis de 50 ohms ou 75 ohms
11 – Feixe ou espula: conjunto de fios elementares.
12 – Fio elementar: fio sólido que compõe o feixe.
13 – Condutor externo (Blindagem): conjunto formado pela combinação de fita(s) polimérica(s) laminada(s) aluminizada(s), quando houver, e trança(s) de fios de cobre nu ou revestido.
14 – Capa externa: camada de material polimérico aplicada sobre o condutor externo, atuando como revestimento externo do cabo coaxial singelo ou como encapamento da via no cabo multicoaxial.
15 – Núcleo multicoaxial: conjunto formado pela reunião de cabos coaxiais (vias).
16 – Terceira fita: fita laminada de blindagem sobreposta ao núcleo multicoaxial.
17 – Terceira trança: trança sobreposta à terceira fita, quando houver, ou sobre o núcleo multicoaxial;
18 – Blindagem global: conjunto formado pela combinação de fita(s) polimérica(s) laminada(s) metalizada(s), quando houver, e trança(s) de fios de cobre nu ou revestido.
19 – Cobertura: camada de material polimérico aplicada sobre a blindagem global, quando houver, ou sobre o núcleo multicoaxial.
20 – Lance: comprimento contínuo sem emendas.
21 – Família de cabos: serão considerados como componentes de uma mesma família os cabos que apresentarem as mesmas características dimensionais e de materiais em relação ao núcleo do cabo. Os cabos com condutor nu ou revestido podem fazem fazer parte de uma mesma família, assim como os cabos múltiplos. Os cabos com condutor central tubular constituem uma família específica.

Cabos cabos coaxiais semi-rígidos de 50 Ohms

Em 11 de julho de 2007, foi aprovado a resolução nº472 pelo conselho diretor da agência nacional de telecomunicações. Essa resolução aprova a Norma para Certificação e Homologação de Cabos cabos coaxiais semi-rígidos de 50 Ohms.

Para fins desta norma, são adotadas as seguintes definições:
1 – Dielétrico: camada de material polimérico aplicada sobre o condutor interno;
2 – Condutor externo: consiste de um tubo metálico, em cobre ou alumínio, podendo ser corrugado ou liso;
3 – Cabo semi-rígido: cabo com condutor externo corrugado anelar, helicoidal ou tubo liso.
4 – Corrugado anelar: condutor externo com perfil de conformação em que o anel de corrugação inicia e termina na mesma seção transversal do cabo;
5 – Corrugado helicoidal: condutor externo com perfil de conformação em que o passo de corrugação possui sequência helicoidal, constante e contínua.
6 – Capa externa: camada de material polimérico aplicada sobre o condutor externo atuando como revestimento externo.
7 – Família de cabos: conjunto de cabos com as mesmas características construtivas em relação ao condutor externo e condutor interno.
8 – Lance: comprimento contínuo sem emendas.

Conclusão

Podemos concluir que existe grande importância em conhecer as definições das partes e dos conjuntos dos cabos coaxiais, pois através destas podemos entender melhor estes cabos, juntamente com as suas diferenciações.

Deixe uma resposta