Lixo chinês!

Lixo chinês! – Vídeo – Releitura da postagem em vídeo.
Inicio esta postagem fazendo uma pergunta: quem acha que a maioria dos produtos produzidos na China são lixos?

Venho observando há alguns anos e verifico que quase todos produtos que compramos no Brasil, são produzidos na China, com uma etiqueta escrita Made in China.
O Brasil e o resto do mundo não produz, temos apenas produtos chineses?
O pior de tudo, é que a maioria dos produtos comprados da China são lixos. Sabemos que os produtos não duram muito, possuem prazo de validade (no máximo 1 ano).
Alguns pontos são interessantes, um deles é o fato do brasileiro taxar produtos chineses como camelô ou paraguaio. Mas essas porcarias são chinesas e quem leva a culpa são os paraguaios.

O que o Brasil produz?

O mais engraçado é o Brasil; acredito que até nossos alimentos são produzidos na China. Jamais duvide que importamos produtos alimentícios da China! Pois isso acontece!
Comprei um Notebook, onde dizia: fabricado na zona franca de Manaus. Em apenas 1 dia de uso a bateria “viciou”. Quando retiro a bateria para verificar se era algum mal contato, constato que o produto era Made in China. Isso mesmo, a bateria foi produzida na China, o fabricante trocou o notebook, e em menos de 1 ano o notebook “viciou” a bateria novamente.
Resumindo: você compra um produto achando que não é lixo chinês, mas na realidade ele é apenas montado no Brasil, pois as peças são todas chinesas.

Apontamento de Antenas e o Lixo chinês

Lixo chinês
Lixo chinês.

Agora vamos a parte que mais nos interessa que é o apontamento de antenas, onde temos diversos produtos em sites brasileiros. Mas será que a maioria desses produtos são brasileiros?
Não, quase todos estes produtos não são brasileiros, você encontra aos montes em sites chineses.
O pior de tudo, é que eles não são certificados e homologados pela Anatel, ou por qualquer órgão no Brasil e no mundo. Você simplesmente está comprando uma bomba, a alfândega em 99,9% das vezes não vai parar nenhum produto e quando parar, será para cobrar impostos.
Esses produtos são vendidos principalmente em sites como Mercado Livre, onde não vai haver cobranças de impostos. Assim, grande parte entra ilegalmente no país e a maioria dos vendedores não geram nota fiscal.
Em relação aos produtos, vou passar alguns problemas que tive, ou seja, em quase 100% destes.
Localizador de satélites: Deve ter 1 ano e meio de compra e menos de 10 horas de uso. Apresenta defeito na bateria e na parte elétrica, pois desliga em alguns momentos quando conectado com o cabo da antena e as vezes não carrega.
Emendas cabo RG-06: Joguei diversas fora, pois desligavam alguns aparelhos conectados aos cabos. Um exemplo é o localizador acima, muitas vezes ele desliga por conta de emendas com defeito.
Kit Carona: Plástico de péssima qualidade que resseca no sol, parafusos que enferrujam com a ação do tempo.

Lixo chinês
Lixo chinês.

Pilhas: qualquer pilha chinesa que venha em algum controle ou produto chinês, eu descarto na mesma hora, pois não vai ser por causa de R$1,00, que irei ter prejuízo de R$100,00.
A maioria das pilhas fabricadas na china que não sejam de marcas conhecidas, estragam em poucos meses. Eu já tive prejuízo por conta de vazamentos, no qual poderia ter comprado todas as pilhas que irei usar em minha vida, além da questão da saúde, pois não sabemos a composição dos lixos chineses.
Esses são apenas alguns produtos que realizei a compra e tive problemas em dias ou em meses.
Eu sei que existem produtos de qualidade na China, principalmente em marcas conhecidas. Mas sinceramente, sites como DHgate, Aliexpress, Ebay, Amazon, vendem muitos lixos chineses, produtos de péssima qualidade e que muitas vezes não são baratos.

Conclusão

Podemos concluir que o Brasil é o destino do lixo chinês, onde se cobra altos impostos e não há produção. Muitos produtos para nós que gostamos dessa área de tecnologia, principalmente antenas, poderiam ser produzidos no país, com preços muito mais baixos do que os praticados em sites chineses. Assim, por que pagar $20,00 em um pedaço de alumínio, por algo que posso produzir caseiramente por apenas R$0,50!

Deixe uma resposta