Ondas eletromagnéticas

Ondas Eletromagnéticas TV

Cadastre-se e receba as novas postagens por E-mail:

2000 usuários cadastrados

As ondas eletromagnéticas são formadas pela combinação de campos elétricos e magnéticos, tendo seu campo perpendicular um do outro. Em nosso dia a dia, estamos imersos em ondas eletromagnéticas, temos como melhor exemplo o Sol.

Para ajudar no entendimento, temos que retornar ao passado, onde  o físico e matemático escocês James Clerk Maxwell deu forma final à teoria moderna do eletromagnetismo, que une a eletricidade, o magnetismo e a óptica. Esta é a teoria que surge das equações de Maxwell, assim chamadas em sua honra e porque foi o primeiro a escrevê-las juntando a lei de Ampère, modificada por Maxwell, a lei de Gauss, e a lei da indução de Faraday, dando a elas uma nova visão e formando um conjunto de quatro equações que demonstram a interação entre o campo elétrico e campo magnético e suas relações com a voltagem e a corrente elétrica.

Mas o interessante, é que este não pode provar sua teoria, pois faleceu 5 de novembro de 1879, sendo esta provada por Heinrich Rudolf Hertz em 1888, ou seja, 8 anos mais tarde. Onde este apresentou os resultados das suas experiências à comunidade científica, os quais obtiveram o sucesso merecido.

A respeito das propriedades das ondas eletromagnéticas, que Heinrich Rudolf Hertz passou a estudar, descobriu que a sua velocidade de propagação é igual à velocidade da luz no vácuo, que têm comportamento semelhante ao da luz, e que oscilam num plano que contém a direção de propagação, mas isso já era teorizado por Maxwell. Demonstrou também a refração, a reflexão e a polarização das ondas.

Assim, os personagens citados acima contribuíram para o desenvolvimento das equações de Maxwell, e o entendimento do eletromagnetismo, ajudaram significativamente para toda uma revolução tecnológica iniciada no final do século XIX e continuada durante as décadas seguintes.

Dessa evolução, os antenistas e “satentusiastas” são os mais favorecidos, pois do contrário estes não iriam existir. Pois desta, podemos ouvir músicas ou notícias nos rádios, assistir a programas de TV, acessar internet, entre outros.

Agora deixando a história de lado e voltando a explicação do título da postagem.  Vocês poderão ver na imagem abaixo, uma ilustração de uma onda com polarização linear vertical, mostrando apenas o vetor do campo elétrico:

Campo Elétrico
Campo Elétrico

Já a próxima imagem, devemos imaginar que esta seja do campo magnético,  a 90 graus físicos do campo elétrico.

Campo Magnético
Campo Magnético

Por fim, uma imagem representando a Onda Eletromagnética:

Onda Eletromagnética
Onda Eletromagnética

Percebam no eixo Y o campo elétrico, e o eixo Z o campo magnético. Essa junção forma a onda eletromagnética. E como citado no primeiro parágrafo, ela possui seus campos perpendicular um do outro.  E ao propagar em meios materiais, a velocidade obtida é menor do que quando a propagação que ocorre no vácuo.

Aqui você poderá ler mais sobre ondas eletromagnéticas:

Conclusão

Posso finalizar a postagem salientando a importância das ondas eletromagnéticas em nossas vidas, pois nos dias atuais é quase que impossível vivermos sem estas, principalmente os antenistas e satentusiastas.

Deixe uma resposta