Receptor como localizador de satélites

Cadastre-se e receba as novas postagens por E-mail:

2000 usuários cadastrados

Em nosso última postagem falei a respeito dos localizadores de satélites no apontamento de antenas, mostrando os tipos de localizadores mais usados.

Nela citei o uso dos receptores como localizador de satélites, pois é muito usual o receptor no apontamento de antenas. Mesmo nos dias atuais com aparelhos próprios para este tipo de serviço, existem milhares de antenistas que fazem o uso do receptor para o apontamento de antenas.
Eu mesmo presenciei essa cena a um ano atrás, onde o antenista trouxe uma TV e um receptor para fazer o apontamento no satélite Star One C2 (ku).
Antenista apontando antenas com receptor
Antenista apontando antenas com receptor.
Eu vejo esse modelo de apontamento como falta de conhecimento por parte dos antenistas, pois um localizador de satélite pode ser mais barato que um receptor mais uma TV.
No caso desse antenista, ele foi no terraço da casa, colocou um receptor com uma TV de tubo de 14 polegadas antiga e realizou o apontamento, sendo que ele estava com um acompanhante, enquanto um localizava o satélite o outro falava a qualidade do sinal.
Apontar antenas com receptor
Apontar antenas com receptor.

O apontamento foi realizado, mas destaco o erro no apontamento fino, pois este não foi o melhor sinal para aquele satélite.
A conclusão de um apessoa que trabalha assim, é que esta possui conhecimento prático, mas o teórico é muito falho. Imaginem levar um TV de tubo, onde ocupa espaço e possui um grande peso, mais um receptor para fazer um apontamento de antena. Um antenista tem que se atualizar, buscar novos equipamentos para melhorar o seu trabalho, tanto no resultado final quanto na eficiência.
Tenho que reconhecer, que não posso generalizar, pois muitos antenistas utilizam este método e fazem um trabalho bem feito, mas é de se questionar o motivo da utilização desse método de localização de satélite para o apontamento de antenas.

Quando saímos dessa parte dos antenistas, passamos para os usuários comuns, que buscam conhecimento ou apenas tentam realizar o trabalho dos antenistas para não ter que pagar por este serviço.
Neste ponto de vista, eu vejo com bons olhos o uso do receptor, pois este na maioria das vezes é o único material que a pessoa possui para ter certeza da força e qualidade do sinal. Então, para economizar usá-se o receptor, visto que não existe a necessidade da compra de um parelho específico para o trabalho.
Mas como disse acima, ou você leva a TV e o receptor para próximo da antena, ou terá que chamar alguém para lhe ajudar. Eu já realizei apontamento do tipo, onde tinha conectores e cabos e uma TV que podia ser levada para próximo da antena, o único material que não tinha era o localizador de satélites.
Diante da situação, é dado muito trabalho para levar o equipamento, algumas vezes usei da boa vontade de amigos para verificar o sinal e gritar o resultado.
Resumindo, é muito trabalho usar o receptor, mas em casos específicos ele vem a ser uma boa prática, pois os localizadores de satélites mais modernos, são no entanto um receptor e uma TV em um único aparelho. Como dito, recomendo o uso do receptor em situações onde não temos o localizador de satélite ou para obtermos conhecimento. Do contrário, eu logo descarto esse tipo de prática.

Deixe uma resposta