Satélites artificiais

Satélites artificiais – Vídeo – Releitura da postagem em vídeo.

Em nossa primeira postagem para o site Antenado, iremos falar um pouco sobre satélites, pois muitas das maneiras utilizadas para recebermos informações são feitas por estes.
Mas temos que fazer uma divisão, pois satélites artificiais são nomes de qualquer corpo feito pelo homem e colocado em órbita ao redor da Terra ou de qualquer outro corpo celeste. Sendo um sistema formado por módulos, mantendo velocidade e altitude constante. Em contrapartida temos os satélites naturais, um exemplo é a lua em nossa terra.

Satélite artificial
Satélite artificial.

Como a ideia principal do site é falar dos sistemas voltados para a população, ressalto que iremos falar principalmente de Satélite de comunicação e Navegação. Mas eles podem ser classificados em astronômicos, militares, meteorológicos, observação da terra, entre outros.

Satélites de navegação

Vamos falar inicialmente dos Satélites de Navegação, uma constelação de 24 satélites ao redor da Terra, a cerca de 20.000 km de altitude, forma o GPS, sigla em inglês para Sistema de Posicionamento Global. Esse sistema é controlado pelos Estados Unidos, mas pode ser utilizado por todos aqueles que têm um aparelho receptor, detectando sua posição na Terra.
Mas como podemos observar, o GPS é apenas um sistema americano composto supostamente por 24 satélites, pois alguns sites citam mais de 24 satélites. Sendo assim, existem outros sistemas de navegação como: Glonass  russo, o Galileu, da União Europeia, Compass (Beidou-2) chinês, etc.
O sistema Chinês deverá contar nos próximos anos com 35 satélites, tendo assim uma escala global em navegação, que é um mercado que cresce cada dia mais.

Meios de comunicações

Satélite de meios de comunicações
Satélite de meios de comunicações.

Agora falando sobre os satélites de Comunicações, estes distribuem sinais de telefonia, Internet e televisão. A maioria desses satélites estão localizados em uma altitude de 36.000 KM, acompanhando o movimento de rotação terrestre.
Mas como citado acima, eles não seguem um padrão de  órbita. Assim, existem satélites que giram em órbitas terrestres baixa,média e alta.
Em 1958 o satélite SCORE foi o primeiro a transmitir uma mensagem de volta a terra. A partir de então, começaram a realizar testes com satélites, e em 1962 a empresa AT&T, lança seu primeiro satélites o Telstar 1. Este permitiu a transmissão de ligações telefônicas e de dados entre a Europa e a América do Norte. E a primeira transmissão de sinal de televisão para os dois continentes.
O primeiro satélite de órbita geoestacionária foi lançado em 1964, o Syncon 3. Em 1965 aconteceu a primeira transmissão ao vivo entre Europa e América do Norte realizada pelo satélite Intelsat 1, que foi o primeiro satélite de comunicação em órbita geossícrona.

Conclusão

Podemos concluir que existem milhares de satélites em nosso céu, para você entender como nós utilizamos estes, basta pensar nos sistemas de navegação utilizados por nossos Celulares, Tablets, entre outros. Pense na comunicação dos celulares, como é transmitido de uma continente a outro, nossas TVs pagas ou livres transmitidas via satélites. É quase impossível nos comunicarmos ou ficarmos sem a utilização desses satélites nos dias atuais. 

Deixe uma resposta